sábado, 15 de janeiro de 2011

Reveillon em Pirenópolis (2008)

Montes, árvores do cerrado.
Todos os nomes de caules retorcidos; lixeirinha, orelha-de-negro, umburuçu,
corda-de-viola;
O verde explode, belo!
Cachoeiras, águas serpenteiam arco-íris.

Primeiro dia do ano em Pirenópolis e a lembrança
de Jorge Luis Borges em São Paulo.

Stephen Hawking e a música que colore a tarde.

Música eletrônica entreluzindo 2008.

A morenaluzbelavozdeusa: Maria Rita cantando Noel!

A promessa de ler os dois livros do Raduan:
Na primeira hora do ano Lavoura Arcaica e Um Copo de Cólera brincaram no trapézio da inquieta lembrança.

Ano que vem de novo, sim.

Nenhum comentário: